7 de outubro de 2013

Finalmente a minha primeira meia-maratona!

Talvez não se lembrem ou provavelmente ainda não andavam por aqui a bisbilhotar, mas queria recordar-vos daquela que era para ser e não foi a minha 1ª meia-maratona. Na altura confesso que até chorei. Tanta expectativa, tanta preparação e depois... Fico doente. Mas passou. E outros desafios foram surgindo para que a tristeza e frustração de nem sequer pisar o tabuleiro da ponte 25 de Abril se fossem desvanecendo ao longo dos tempos.

Mas claro que a vontade de fazer uma meia-maratona perseguiu-me sempre. Na altura lembro-me ter decidido que gostava de fazer a minha primeira meia-maratona em Lisboa, a minha cidade que tanto gosto. Tal como também já decidi que um dia, a fazer uma maratona pela primeira vez, será lá fora. Não perguntem porquê. São parvoíces cá do nosso íntimo, sei lá... Gostava de fazer uma maratona e cortar a meta mostrando a bandeira nacional. É um cliché já muito visto, eu sei. Mas não me interessa. Nestas coisas sou muito portuguesinha e quando estou lá fora gosto de orgulhosamente dizer que sou portuguesa. Aliás, vi imensos estrangeiros a fazer a nossa maratona e meia-maratona ostentando as suas bandeiras. E assim é que é! Gosto disso!

Mas, ainda antes disso, tenho outros planos para mim: a minha primeira maratona não será em estrada, será em montanha. Mas isso é conversa por outra ocasião. Agora é tempo de falar do último domingo.

Contrariamente a todas as provas que fiz até hoje, no domingo de manhã não estava nada ansiosa. Sabia que tinha de encarar esta prova como um treino longo. Nem podia ser doutra maneira. Fisicamente não estava cem por cento e nem sequer tinha treinado especificamente para esta prova. Por isso não estabeleci objectivos a não ser terminar a prova e fazê-la sempre a correr. Quanto a isso, consegui e fiz a prova em 2h25m!

A prova em si não tem muito para contar. Foi uma prova que, do ponto de vista do esforço físico, foi bem gerida o que me permitiu chegar à meta - como alguém até já referiu - fresca que nem uma alface! Enfim, não tanto, diria eu...

Os primeiros quilómetros são sempre uma preocupação grande, porque tenho receio de me entusiasmar e depois não ter perninhas para chegar ao fim. Fui calma e tranquila sempre a olhar para o Garmin e a lembrar-me das palavras sempre sábias do Mister: "atenção às pulsações, não puxes!" Como menina bem mandada foi o que fiz. E correu bem.

Ao meu lado seguiu (quase) sempre o Paul Michel. Perguntando se estava bem e se o ritmo era confortável. Ao que eu respondia afirmativamente acenando com a cabeça. Tudo correu maravilhosamente bem até ao km15, momento em que se dá uma espécie de batalha campal no meu intestino, ao bom estilo de Apocalipse Now. Começo a sentir-me muito aflita, sem razão aparente, pois nem sequer ingeri o gel oferecido pela organização (e do qual algumas pessoas já se queixaram) e inicia-se uma verdadeira luta entre mim e o intestino grosso. Foi este o causador de tanto sofrimento até ao km17. O Paul Michel percebe e pergunta: "estás bem?" De imediato respondo-lhe: "cala-te, não fales para mim!"

Lutei conforme consegui. Apertei as bochechas do rabo com toda a força que tinha. Creio ter queimado aqui, em termos relativos, a maior percentagem de calorias durante a prova. Aliás, acho mesmo que os meus glúteos ficaram muito mais tonificados depois de terminar esta luta! Hoje acho que foram as litradas de Powerade que bebi, estava calor e aquelas bebidas estavam frescas, sabiam muito bem.

Depois deste martírio era tempo de rumar até à meta. E segui sem dores, sem cãibras, sem nada. Nada sentia. Apenas aquele som de máquina a funcionar: toc-toc, toc-toc, toc-toc, que não precisa de operário para a controlar. Ela rola sozinha.

Fui. Cheguei lá. Eu e ele! Ele comigo e eu com ele. De vez em quando ainda me fugiu, mas voltava para trás.



Não podias chegar-te mais para o lado, não?

Deixem passar!!!

Queria agora mandar um especial abraço a duas pessoas que tiveram a simpatia de me cumprimentar antes e durante a prova. Ainda não me tinha acontecido ser reconhecida por alguém que eu desconheço e esse alguém abordar-me porque lê o blogue. É uma satisfação enorme saber que alguém nos lê e aprecia o que escrevemos.

Em primeiro lugar, ao senhor Isac que, ainda no tabuleiro da ponte, vê-me, chama-me e diz-me: "até que enfim a encontro! Gosto muito do seu blogue". Para si, Sr. Isac, um abraço especial e muito obrigada pela sua amabilidade. Não imagina o quanto as suas palavras me deixaram contente.

Outra palavra vai para uma menina (que me arrependo de não ter perguntado o nome, mas como já ia em prova o fôlego para conversas já não era muito) que me abordou na zona da Fábrica Nacional e me diz: "olhei para a saia e olhei para a t-shirt. Vi que eras tu. Eu leio o teu blogue!" Agradeci-lhe e desejei-lhe uma boa prova. Apenas sei que tinha uma t-shirt encarnada que dizia Tarahumara. Também para ela mando daqui um abraço especial.

São também pessoas assim que nos motivam a escrever e a partilhar esta paixão pela corrida. Para todas elas, em especial ao Sr. Isac e à Menina-da-Tshirt-Encarnada-Tarahumara, para todos os desconhecidos que gostam de vir a este cantinho ler e partilhar (ou não) destas emoções um MUITO OBRIGADA e agradeço-lhes o facto de estarem desse lado. Isso basta-me.

Resta-me agradecer à "minha equipa" que, uma vez mais, com toda a boa disposição que já nos caracteriza, marcou presença numa prova. Tentamos fazer da corrida uma festa. Uma festa onde se celebra a amizade e a paixão pela corrida. A todos, uma vez mais, bem hajam!

Segue-se de seguida o habitual registo para mais tarde recordar!

Os meninos. Aço!

 As meninas.

Os Anjos de Charlie e o Chefe da Agência
 
 
Cada vez somos mais!





Os Soldados da Fortuna!


Anna Island a chegar à meta. Nem era para fazer a meia-maratona mas tomou-lhe o gosto.

Ritta Bramble e aqui do lado direito escondido Peter Days. Estava à espera dela para fazer Búúúúúú


Nós e a elite.

   Sem dúvida e cada vez mais...

Boas corridas!

 

Espera... Falta alguém... Então e ninguém pergunta pelo Jean Charles?? O Torpedo da equipa??? Andou ausente um par de meses, caladinho que nem um rato e eis que chega o grande dia e ele diz: "pessoal, vou fazer a maratona!"

E foi. E fez.


Reparem no toque exclusivo da t-shirt: a manga esquerda puxada para cima. Diz que assim sente-se mais veloz... Jean Charles, um maratonista exclusivo, portanto...

42 e mais uns trocos
 
Parabéns!

 Jean Charles, maratonista desde 6 Outubro de 2013.

43 comentários:

  1. Epa vocês foram para uma passagem de modelos? Estão tão bonitos, bem arranjados... Eu quando acabei a Meia Maratona parecia um trapo humano, um vampiro como alguém me chamou... Parabéns por ter terminado a Meia! Em Dezembro há mais Meia Maratona, em Belém. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que simpático, Sílvio! Mas chamo a atenção para o seguinte: a maioria das fotos foram tiradas ANTES da prova. Daí o ar "fresco que nem alface"!
      Ando de olho nessa meia de Dezembro. Vamos ver se dá para conciliar com a agenda!
      Boa recuperação, beijinhos!

      Eliminar
  2. Parabéns pela primeira de muitas! :) A minha primeira maratona também vai ser em "montanha" (sentido muito lato de montanha). ;) Ainda nos vamos cruzar por aí.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Sim, quando digo montanha, enfim... É caso para dizer: menos, menos!! :)
      Mas gostava de me estrear fora do asfalto.
      Sim, acho que ainda nos vamos encontrar num trilho onde me vais dizer: "sai da frente, ó Guedes!!"
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Muitos parabéns pela primeira 1/2 ainda para mais tendo de fazer alguns kms com a presença do sr. castanho (nome técnico que eu os meus amigos de corrida chamamos a esses desarranjos intestinais). :)
    Parabéns a toda a equipa RUN BABY RUN, sempre a espalhar alegria e boa disposição pelas estradas e trilhos do país.
    Beijinhos e boas corridas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse nome (Sr. Castanho) nunca tinha ouvido, Tiago! Muito bom!!
      Muito obrigada e parabéns também para ti que fizeste um excelente tempo! Boa!
      Beijinhos e agora vamos recuperar!

      Eliminar
  4. MUITOS PARABÉNS MEIA-MARATONISTA! :)

    E muitos parabéns ao Jean Charles por passar a ser Maratonista!

    E os quenianos da fotografia devem estar desejosos de mostrar a dita fotografia aos amigos para provarem que estiveram com a Run Baby Run! :)

    Beijinhos e parabéns

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada João! A nossa primeira é sempre uma grande satisfação, não é?
      Os quenianos eram muito simpáticos e tiveram a paciência de estar ali uns dois minutos a aturar-nos. Malta cinco estrelas! :)
      Beijinhos e obrigada!

      E olha, de Espanha nem bom vento nem bom casamento, só boas maratonas!! ;)

      Eliminar
  5. Parabéns a toda a equipa Run Baby Run!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande Vítor! Parabéns para ti! Tu é que mereces uma grande salva de palmas, tu e todos que vieram de Cascais sem ser de comboio!!
      Beijinhos e recupera bem!

      Eliminar
  6. Parabéns pela tua 1ª Meia! Que venham mais ...de preferência sem acidentes intestinais ;)

    Boa recuperação agora

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, nem te digo nem te conto... Nunca me tinha acontecido, mas já tinha ouvida falar. Faz parte, é mais uma aprendizagem e experiência que se retira duma prova. Escusado era ser na minha 1ª meia-maratona, né?
      Beijinhos e FORÇA nesses treinos! O Porto está já aí! :)

      Eliminar
  7. Antes mais Muitos Parabéns pela tua primeira meia Anabela!! :)
    Quanto ao desconforto intestinal, ora como sei o que isso é.... em prova nunca aconteceu (também mal seria, ainda só conto com 2 lol), mas em treino já conto com pelo menos umas 3 vezes. É terrível. Eu não consigo sequer continuar, dou logo pelo treino terminado. E depois oiço o meu irmão aos berros comigo e a dizer "Já te disse que não podes ir "cheia" correr!", ele tem razão, mas os meus intestinos não me obedecem! Só fazem o que lhes apetece!
    Mas pronto acontece :D

    Vocês são um grupo fantástico, sempre cheios de boa energia e isso é muito bom!!! É assim que tem que ser vivida a corrida, como se fosse uma festa :) Afinal estamos ali a fstejar aquilo que gostamos de fazer. E isso é muito bom!
    Venham mais Meias Anabela! E uma meia na montanha não?! :D eheheh

    Beijinhos grandes*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada!! Quanto a intestinos já vi que somos primas! O meu é igual e se como disparates, como aconteceu na véspera... É o caos!
      A tua pergunta é feita num dia muito oportuno: acabo de me inscrever para uma prova de montanha de 30km!! Ups... Novidades para breve! ;)
      Beijinhos e bons treinos!

      Eliminar
    2. ahahaah eu parece que estava a adivinhar ahahah :D
      Boa Anabela!!!
      Fico a aguardar pelas novidades :D
      Quando menos esperar-mos estás tu numa maratona!!! :)

      Aiiii eu tento de tudo, ele é Kiwis, ameixas, fibras, etc.... mas eles teimam em ter vontade própria!! lol

      Beijinhos

      Eliminar
    3. Posso estragar a surpresa? Já descobri que prova é...;)

      Eliminar
    4. Pode, estrague lá a surpresa, vá...

      Eliminar
    5. Cheira-me a Carrapau e Choco frrito... e acho que vai trail que vai "Dura"r... ;)

      Eliminar
  8. Por mais que vejamos na tv, por mais que nos contem como é... só quando estamos lá, no meio de milhares de pessoas com o mesmo objectivo é que podemos sentir o que une os corredores. Ok, doem os joelhos, ok... os músculos parecem pedra, ok... os intestinos não obedecem MAS o que ganhamos no final supera tudo isto. Não se trata de uma medalha para mostrar à família, trata-se do respeito e orgulho em nós mesmos e nos que connosco partilham esta experiência! Um grande beijinho a todos vocês, que percebem do que eu estou pr'aqui a falar!!
    Deixo um beijinho especial ao meu "Mister" (sim, também tenho um Mister...), que está sempre lá para dar força mesmo quando até eu já duvido que a tenha. Esse grande Senhor que já representou o nosso país noutra modalidade e, a meu ver, não teve nem tem o reconhecimento merecido (mas isso infelizmente é "normal" no nosso país...)
    (Desculpem lá o tamanho do post, entusiasmei-me!)
    Até à próxima prova,
    A Menina de T-Shirt Encarnada Tarahumara

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, outra vez! :) Muito obrigada pelo teu comentário. Não posso concordar mais, é esse o espírito. E só quem corre percebe. Tenho amigas que estão sempre a dizer o mesmo: "tu és doida! Que horror! Esse tempo todo a correr e com calor!" :))
      E já sabes: se voltares a ver a menina da saia com t-shirt do sapatinho voador... Grita! Farei o mesmo se vir uma t-shirt encarnada a dizer Tarahumara!
      Beijinhos e boas corridas!

      Eliminar
  9. Parabéns semi-maratonistas! e maratonistas Uma prova difícil esta, com calor e um percurso que é atreito a peripécias, especialmente aos 15km (eu que o diga :s).

    Boa recuperação a todos os baby runners!

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, meu caro amigo!! Parece que ali ao km15 havia um enguiço, caramba! :))
      Beijinhos e até já! ;)

      Eliminar
  10. Parabéns meia maratonista! Que legal e detalhado o relato de tudo. Emocionante mesmo!
    Que venham as próximas meias e as inteiras! ;-)
    Bjs
    Milton - Blog Vinte Semanas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Milton! Sim, venham mais! Nesta fase da minha (ainda pequena) vida de corredora agora é só olhar para frente e tentar fazer melhor.
      Beijinho

      Eliminar
  11. Parabéns Giraça, antes de mais gostaria de agradecer-te a referencia neste Post tão importante para ti, a nossa primeira meia é sempre inesquecível, e as emoções que sentes quando a terminas são sempre "unforgettable", muitos parabéns. É verdade terminei a minha primeira Maratona, com um tempo de 4:29:46 e com uma dor enorme no joelho (e sempre a correr... incrível, para quem deixou de fumar dia 1 de Janeiro de 2013 e para quem foi correr com o Paul Michel no Campo da bola no dia 23/12/2012 e caiu para o lado ao fim de 400m).
    Esta maratona será sempre inesquecível para mim , mas tenho que dizer que foi uma desilusão em termos de percurso, existe muito pouco contacto com as pessoas e mesmo na zona do Terreiro do paço que poderia haver um pouco mais de calor humano (porque o outro era enorme, uma maratona começar ás 10 horas... só em Portugal) as pessoas pouco ou nada se envolveram... e fiquei com a sensação que eu era um maluquinho a passar pelas pessoas...
    Para o ano fazemos uma Maratona juntos! Combinado? Que tal Sevilha? Ou Paris? Ou Berlim? Espera não consigo parar... de pensar que as quero fazer todas
    Uma vez mais parabens Giraça

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já viste, Jean Charles, já temos um elo em comum: no dia em que me estreio na meia tu fazes a tua maratona! Dia 6 de Outubro, vai dar festejo para o ano, certo? O teu percurso é brilhante, sem dúvida! Deves estar orgulhoso de ti, tal como todos nós estamos.
      Para o ano maratona??? Hummm... Não será ainda um bocadinho cedo?? Pode ser, talvez...

      Eliminar
  12. Muitos parabéns pela 1ª Meia Maratona. Eu só à 4ª vez é que a consegui fazer sempre a correr.

    Que venham muitas mais e com o tempo, quem sabe, ao tornarem-se quase em provas de 10 kms, não virá mesmo a Maratona.

    Votos de uma boa recuperação,

    Fernando Varela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Fernando! Com tempo, sim... Virão novos desafios. Mas para já uma maratona ainda está longe.
      Beijinhos

      Eliminar
  13. Muitos parabéns Anabela...pela estreia nas meias e por mais um "poste" super-divertido...fartei-me de rir..achas que existem imagens tuas a correr entre o km 15 e 17??? Isso é que deve ter sido estilo :)
    Muitos parabéns a todos os Run Baby Run, especialmente ao Jean Charles...grande...tive oportunidade de conversar algum tempo com ele na Pampilhosa (e beber umas minis claro) e já ali deu para ver a força de vontade que ele tem em fazer uma maluqueiras...vão a Paris fazer a Maratona que não se arrependem.
    Beijinhos e antes que me esqueça...o Paul Michel é um santo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aviso à navegação: se alguém encontrar fotos minhas do km15 ao km17 é favor eliminá-las de todo e qualquer espaço da web, ok? Mais deveria parecer uma contorcionista do circo Cardinali. Xiça! Aquilo é que foi: torce para aqui, torce para ali... Que sufoco!
      Muito obrigada, Carlos! Paris, Milão, Sevilha, Frankfurt... Vamos ver até onde vamos, mas antes temos outro "assunto" para resolver! ;)
      Beijinhos para ti e cuida bem da Isabel! :)

      Eliminar
  14. Muitos parabéns Anabela!!!! Já és meia-maratonista!
    E parabéns a toda a equipa e ao recente maratonista também :)

    Olha, eu sei que todos temos as nossas ideias mas depois de ter corrido uma maratona de estrada aconselho vivamente qualquer pessoa (desde que devidamente treinada claro) a fazê-lo. As sensações vividas são únicas. Nem por acaso no inicio da prova estivemos a falar com o Luís Mota, ultra-maratonista e vencedor do UTSM, e até ele nos disse que não há como uma maratona de estrada, é a prova que mais emociona.
    Também já tenho mais planos, planos esses que serão ainda revelados esta semana mas aconselho a que faças uma maratona de estrada porque é mesmo uma experiência única na vida. Fica a ideia ;)

    Beijinhos grandes e força para os próximos desafios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isa!!! MARATONISTA!!! És uma máquina diabólica, miúda! Fiquei muito feliz por ti!

      Percebo perfeitamente o que dizes e ainda mais agora com legitimidade na matéria. Também tenho esse sonho, fazer uma maratona de estrada, mas a paixão pelos trilhos tem vindo a crescer e acho que mais cedo me vejo a fazer, primeiro, uma maratona em montanha do que em estrada. Mas, atenção, a prova em estrada tem que figurar no currículo, claro! Nessa altura, pedir-te-ei conselhos e trocaremos algumas impressões.
      Para ti, em especial, muitos parabéns! Tu, sim, é que estás de parabéns!
      O palco é teu!

      Beijinhos e recupera bem! Quero saber das novidades todas!!! :)

      Eliminar
  15. Sempre divertida a maneira de viver a prova.. mas ao comparar a tua emoçao sobre arga e sobre a meia.. dá para sentir que tu és mais "cabrita do monte" do que "princesa do asfalto" :)
    A monotonia de ritmo e de cenário de uma prova de estrada para mim é um massacre mental!
    Encontrei varias fotos da chegada dos teus meninos em Arga.
    ( na Pagina do Ricardo Taxa)
    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Nainho! Percebeste isso, não foi? Pois... Também acho que o meu coração pende mais para o monte do que para o asfalto (adorei as expressões da cabrita e da princesa!!). Mas a estrada também me faz muita falta e sabes para quê? Para pensar na vida. Essa monotonia de que falas serve-me para organizar a minha vida, tomar decisões... No monte não costumo pensar em nada. Apenas me dou ao luxo de desfrutar do ambiente, da natureza, do silêncio que tão raras vezes tenho.
      Já fui bisbilhotar a página do Ricardo Taxa. Estão lá, sim! Obrigada pela dica!
      Beijinhos e boas corridas!

      Eliminar
  16. Parabéns,Ana!!
    Que esta seja a primeira de muitas !!
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Jorge!
      Oxalá que sim!
      Abração!

      Eliminar
  17. Parabéns pela primeira meia . Mais um objetivo atingido! Venham os próximos! Eu cá estarei para acompanhar , quando o corpo deixar, ou para o apoio logistico e motivacional!! Estou cá para a reportagem fotografica e para espalhar "a magia"!
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás cá para tudo, darling! ;)
      Beijinho

      Eliminar
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  19. nós também fizemos recentemente a nossa primeira meia maratona.

    podes ver o nosso relato em http://pasportsteam.blogspot.pt/2013/09/meia-maratona-do-porto-15-de-setembro.html

    PARABÉNS!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Vou já ver, sim!

      Mas desde já, recebam também os Parabéns!

      Eliminar