18 de março de 2016

Trail da Costa Saloia


 Ritchie e Eu

 Paul Michel e Ritchie

No domingo passado fomos até ao Mucifal, essa pequena terra que nos faz sentir que estamos no campo. No Mucifal há pinhal, hortas, velhotes que nos dizem “bom dia, menina, nã vá tã depressa…” e há um trail muito bem organizado.

O percurso do trail da Costa Saloia é bastante variado: desde pinhal, serra, mar, cheirinho a vila, turistas curiosos e população simpática mas desconfiada de nos ver por ali.

A organização esteve impecável: os abastecimentos eram bons e existiam de 5 em 5 km, o percurso estava muitíssimo bem marcado, nunca deixando margens para dúvidas (e se as houvesse já sabem: é sempre para cima!) e o remate final foi o dia de sol e pouco vento que proporcionou uma bela manhã de desporto.

Fiz uma amiga: a Diane, uma americana de 56 anos que apanhei numa subida e com ela fiz a descida até à praia. Muito simpática, lá me foi contando a sua vida: dieta de Atkins, corrida diária, morava em Portugal, nós erámos um povo fantástico… No final, tive muita pena, mas não consegui esperar por ela na meta, pois tinha uma chanfana em casa da sogra à espera e o Paul Michel já estava nervoso por isso.

Tirando o facto de ter sido picada por uma abelha, tudo correu lindamente. Fiz o meu treino dentro dos parâmetros que me são exigidos e sinto-me cada dia mais confiante. No entretanto, o meu piriforme começou a dar sinal. Esta semana que vem já lhe vou ler uma sentença e a seguir vou fazer uma mezinha caseira e tudo vai dar certo. Se a coisa correr mal, vou ao Professor Karamba.

Beijinhos e uma Páscoa feliz!


12 comentários:

  1. Cada vez mais confiante. Isso é um grande trunfo!

    Olha o raio da abelha!

    Beijinhos e continua em alta (com ou sem professor Karamba, eh eh)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confiante e ao mesmo tempo cautelosa...
      Beijinhos :)

      Eliminar
  2. Vejo que percurso deve ter melhorado e para melhor.... ainda bem porque a primeira edição foi muito fraquinha e deixou-me sem vontade nenhuma de voltar....
    MAu, mas a abelha não tinha mais nada que fazer?
    :)
    Beijinhos e bons treinos ... bora lá!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ouvi pessoas comentar isso. Que o percurso estava diferente.
      E este ano funcionou tudo muito bem.
      Não fosse a abelha e tinha sido 100%! :)
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Karamba boa Páscoa Macarena! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa Páscoa, Jorge!
      Cuidado com os ovos de chocolate!
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Eles é que têm de ter cuidado comigo! :)

      Eliminar
  4. Mais um fim de semana, mais um trail.

    Bom, o que interessa: a chanfana, estava boa???

    Seria a abelha Maia? Espero que não sejas alérgica :(

    Olha, o Paul Michel não fica com os ombros "queimados" da mochila, isto por causa da camisola sem mangas?

    Nem sei o que é o "piriforme", mas em miudo sabia desenhar elipses muito bem, é isso?

    Bjs e isso vai correr tudo bem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A chanfana estava deliciosa. E mesmo que não estivesse. Nunca ouviste dizer que a fome é o melhor tempero?? Estava com uma galga...
      Paul Michel não fica queimado porque parece que nasceu em África. Tem um tom de pele que lhe permite andar assim sem fazer estragos. Já aqui a princesa-copo-de-leite ao fim de 4km tirou a t-shirt e ficou de vestido também de ombros ao léu. Escusado será dizer que no fim parecia uma lagosta... :(
      O piriforme é um músculo que se encontra, mais ou menos, por baixo do glúteo. E por isso difícil de tratar.

      Beijinhos e obrigada!

      Eliminar
  5. Mais uma Amiga Anabela... Estás a dar-lhe forte focada nesses grandes objectivos para 2016... Força amiga e muitos e bons klms!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem de ser! A Madeira está aí à porta. Falta menos de um mês...
      Beijinho e obrigada Carlos!

      Eliminar