10 de setembro de 2013

Onde uns já se despistaram... Eu segurei a máquina e prego a fundo!

O que de melhor a corrida do Autódromo teve, para mim, foi a participação dos meus filhos. A corrida dos mais pequenos foi um momento para os pais e mães se babarem até à cintura. Eram flashes a disparar que mais parecia que vinha de lá uma estrela de Hollywood: eram gritos de incentivo, eram palmas e os pobres pequenotes a chegar à meta com as línguas de fora!

Principalmente o meu mais novo. Competição é com ele e não gosta de perder nem a feijões. Por isso quando chegou à meta nem falava. Coloquei a minha mão no peito dele e o coraçãozito dele quase lhe saltava pela boca. A única coisa que me perguntou foi: "mãe, em que lugar fiquei?"

Ela não! Competição, não. É para correr eu corro, mas se me cansar vou a andar... Ok? Assim seja. E ela andou! Mas terminou e terminou como a mãe: a sorrir!










Depois dos pequenos foi a vez dos crescidos brincarem. Perto das 10h começou a concentração habitual junto da meta. Desta vez apenas eu e o Louis é que representámos o sapatinho voador.

Quero, desde já, saudar a organização da prova, a HMS Sports. Creio que esta empresa faz a diferença na organização destes eventos. Até agora, nas provas em que participei até chegam a pecar por excesso. Como no caso desta prova no Estoril: num circuito de 10km existiram dois abastecimentos de água e um deles ainda ofereceu bebidas Powerade... Não era preciso tanto, acho eu...

No final da prova as lembranças e ofertas eram autênticos avios de supermercado! O saco das crianças era qualquer coisa: bolachas, biscoitos de cereais, barritas de cereais, sumos, leites, batidos de fruta, massas alimentícias, garrafas de água e um alargado conjunto de "souvenirs" disto e daquilo... O saco dos crescidos era mais reduzido mas ainda assim com o essencial: água e fruta (muita!!) e outras coisitas. Trouxe maçãs, bananas e pêras! Como dizia a Fiona: "bom, levo aqui fruta para a semana toda!"

A somar a isto as t-shirts técnicas e as t-shirts das crianças! Sendo que a corrida das crianças era gratuita, posso dizer que esta manhã de domingo foi barata: com 9€ faço uma prova de 10km, os meus filhos fazem provas de 700m e 500m e ainda trago autênticos sacos de compras para casa!

A prova. Fez-se sem pressas desde o seu início até ao km 7. A partir daí senti-me bem e pensei: "mas que raio, vais aqui armada em pastelona, porquê? Porquê? (Já estou pior que os ex-alunos do Colégio Militar!!). Ainda não foi desta que baixei da barreira da uma hora. Fiz o mesmo tempo da minha última prova de 10km: 1h01m. Consegui acrescentar alguns segundos desta vez. A diferença é que desta vez fi-lo sozinha sem reboques. Por isso... Estou de parabéns!

A partir do km 7 foi acelerar até à meta. Questiono-me se não podia tê-lo feito mais cedo e por consequência ter feito um melhor tempo. Hoje, deitada na marquesa do massagista, falava justamente disso. E ele dizia-me: "mas, a quanto é que fez as voltas mais rápidas?" E eu respondi: "acho que cheguei a fazer uma voltita ou outra a 5m30s" (o que para mim é praticamente um sprint!!). Diz-me logo ele: "então a partir de agora, nos treinos, vai fazer uns dois ou três quilómetros a esse ritmo". Acho que ele tem razão.

Sinceramente, acho que vou seguir o conselho dele. Tenho andado sempre a ritmos confortáveis e acho que está na hora de, de vez em quando, levar um aperto. Costuma acontecer quando treino com o Paul Michel, é sempre mais fácil fazê-lo quando temos alguém a puxar por nós. Mas fica aqui a minha promessa que a partir de agora vou introduzir nos meus treinos uns quilómetros mais puxados. 

A representante feminina: 1h01m56s (24º lugar do meu escalão)

O representante masculino do lado esquerdo (e que fez um tempo canhão: 47m40s)

Chamado efeito sapatinho Run Baby Run: ao correr nem se toca no chão!



O adeus aos meus filhos que assistiam à chegada da mãe.

Gostei muito de correr no autódromo, um local mítico, que me fez sentir que a corrida foi das melhores coisas que me aconteceu nos últimos tempos. Ter a presença dos meus filhos fez deste dia um dia mais especial. Contei ainda com a preciosa ajuda da minha amiga Ana, que tomou conta dos meus rebentos enquanto eu fazia a minha prova.

Agora, e daqui em diante, está na hora de soltar a franga. O que quero dizer com isto? Quero imprimir ritmos novos aos meus treinos e quero apostar em novos desafios. Desafios tangíveis e que não ponham em causa a minha saúde e bem estar. Associar a parte lúdica à corrida é um deles. Vamos ver como...

Boas corridas! 

25 comentários:

  1. Á mãe babada...e com razão...parabéns aos filhotes e já agora à mãe tb. Se tivesses deixado um bocadinho a "zona de conforto" a esta hora estarias a festejar um tempo abaixo de uma hora. Mas o importante foi que te divertiste, foi uma bela manhã e ficaste a saber que afinal não estás assim tanto em baixo de forma como dizias estar.
    Beijinhos e dá-lhe com força

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão: tenho que deixar a zona de conforto, sem dúvida. E de facto não estou assim tão em baixo quanto pensava. Acho que foi o Trail da Pampilhosa que me deu um impulso na condição física! :)
      Obrigada e até domingo!! Depois quero saber tudo: tim-tim por tim-tim!

      Eliminar
  2. Que dia bem passado!
    Parabéns a todos os atletas do RBR, muito especialmente aos Júniores!
    Bjs e boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Eles portaram-se bem, sim.
      E acima de tudo gostaram do ambiente. Já perguntam quando é a próxima!
      Beijinhos e bons treinos!

      Eliminar
  3. Em primeiro lugar, parabéns pelos filhos :)

    Em segundo lugar, parabéns pela prova e tempo :)

    Em terceiro lugar (parece um pódio...), e sobre o quereres imprimir novos ritmos, solta a Anabela que há em ti! Força! :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Três vezes obrigada João! :)
      Quero tentar fazer desta ano, um ano de avanços! Com calma, mas com grandes progressos!
      Daqui a uma ano oxalá estejamos aqui a fazer esse balanço!
      Beijinhos e bons treinos!

      Eliminar
  4. Frutinha, frutinha! É saudável e dá energia! :-) e venham esses desafios... Fora de portas? :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também fora de portas! Porque não? ;)

      Eliminar
  5. Uma familia de atletas...
    Parabéns
    beijos e bons treinos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos tentando!...
      Obrigada!
      Beijinhos e bons treinos!

      Eliminar
  6. Que mãe babadíssima!!! ehehheh como eu compreendo (eu fico pela tia babadíssima, pois acabei de o ser á apenas 4 horas atrás!!!! :) e ela é linda que só ela :D ehehh )

    Apoio 100% esse novo objectivo... puxa por ti!!! Sem dúvida que vais ver a diferença. Mas percebo perfeitamente a parte de que só fazes ritmos acima da média quando vais com companhia, comigo acontece o mesmo. Mas isto é tudo psicológico!!

    Força!!!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então também estás de parabéns, Tia!! Muitas felicidades para toda a família!
      Quanto ao objetivo tocas num ponto importante: o psicológico. Tenho dias que sou um cócó, tenho outros que me sinto com capacidade de voar!
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Obrigada Anabela! :D

      Beijinhos

      Eliminar
  7. Os putos a deslizarem e a mãe a voar! Muito bem! E vá, toca a dar ao pernil para essa hora aos 10km cair.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mãe ainda voou baixinho desta vez! Mas prometo que numa próxima tentarei superar-me e surpreender-vos!
      Beijinho, Silvio e boas corridas!

      Eliminar
  8. Uma manhã muito bem passada!
    Tive pena de não ir, mas com as Lampas na véspera...
    Força, agora é sempre a baixar o tempo.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro Victor, as "rampas" da véspera não são pêra doce...
      Obrigada, beijinhos e força nesses treinos para dia 6!

      Eliminar
  9. Assim é que é, uma família (quase completa) a fazer exercício físico. Parabéns aos pequenitos e a ti! Quando superares o bloqueio mental da uma hora (sim, mental, que a capacidade física tens) vais ver que ninguém te pára!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, faltava o "patrão"!! ;)
      Como já disse tenho fé que seja mais uma questão psicológica que física. Quero ver se em breve salto esta barreira!
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Parabéns pela prova Anabela. Igualar o teu melhor tempo, logo a seguir às férias é um ótimo indício de que os sub-60 estão mesmo muito perto. E já vi que descobriste a fórmula para lá chegar (sair desse conforto, que nos sabe tão bem). :)
    Tenho também a certeza que mesmo que tivesses feito uns "supersónicos" sub-50, o ponto alto da manhã foi veres os teus filhotes a correr, porque nada bate isso.

    Beijinhos e boas corridas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Tiago! É isso mesmo. Os filhos têm esse efeito em nós. Tudo fica mais colorido quando eles estão presentes. Mesmo que não esteja ali uma promessa de corredores (o que nem sequer faço questão, eles que pratiquem o desporto que quiserem e que gostem) fico muito contente em vê-los a correr e, sobretudo, transmitir-lhes que o exercício físico é bom, faz bem e consegue ser divertido!

      Beijinhos e boas corridas!

      Eliminar
  11. Parabéns por mais uma prova concluída e por incentivar os mais jovens na prática esportiva!!
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Jorge! Eu tento que eles percebam que uma visa saudável passa por hábitos saudáveis. E isso tem que se aprender desde muito novo.
      Abraço e bons treinos!

      Eliminar
  12. Parabéns Anabela. Isso é que é uma família activa! =) Parabéns aos pequenotes.
    Sentes o mesmo que eu, a corrida foi das melhores coisas que me aconteceu nos últimos tempos. E agora estou completamente apaixonada e já não a quero largar =)
    Beijinhos e força para novas aventuras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Isa! Os pequenotes portaram-se à altura e acima de tudo gostaram. Só por isso já fico muito contente.

      Se há uns três ou quatro anos me dissessem que iria ser uma maluquinha das corridas (como algumas amigas me chamam), andar em provas e ter um blogue... Mandava-me para o chão a rir!
      Que fazer agora que a corrida se entranhou, não é? É deixar correr!

      Eliminar