6 de abril de 2015

Páscoa na serra


Ir de mini férias da Páscoa até à serra significa aproveitar o melhor que esta terra nos dá e ir correr. Foi isso que aconteceu. Sexta, sábado e domingo. Três dias na serra, três dias a correr.

Sexta-feira foi o melhor treino, o treino longo. 21km da Barragem de Santa Luzia até à vila da Pampilhosa. Eu fiz 16km porque nos últimos 5km telefonei ao Paul Michel para me ir buscar. Estava cheia de sede e já não aguentava mais. Parecia uma iniciada nestas coisas da prática do trail. Enfim, uma vergonha.

Achamos que já somos o máximo e toca de levar apenas no cinto de hidratação, um bidão de 500ml. Isto porque no caminho teríamos dois pontos de água. Ter até tínhamos, só era preciso encontrá-los. E aqui a saloia que corre tão rápido, mas tão rápido, passa por um e nem sequer o vê. Resultado: fiz 12km com 300ml de água. Ia morrendo.

Tirando esse facto, correu tudo muito bem. Quer dizer, tirando esse facto e outro facto. O facto de chegar a casa esganada de fome e comer um iogurte depois de beber 1 litro de água fresca. Resultado: nem chegou a meia hora, tenho uma paragem de digestão e toca de vomitar. Foi o suficiente para me mandar para a cama por volta das 21h e não sair de lá até ao outro dia de manhã.

Tirando estes dois factos correu tudo muito bem. Quer dizer, correu tudo muito bem tirando outros factos: um facto chamado cabrito, outro facto chamado amêndoas, outro facto chamado filhoses, mais outro chamado pão com manteiga, e broas e Sequilhos da D. Otília e eu sei lá mais o quê...

Merda, p'rós factos!




Os corredores de serviço

Paul Michel, Jean Charles e Johnny Cheaper

Os três a trepar o monte

Na cidade não se vê nada disto.


Ri-te, ri-te...

O despontar das flores

Cabril







Sábado e domingo fiz treinos mais ligeiros. No sábado o meu filho acompanhou-nos e tinha como objetivo fazer 6km. Fez e com mais garra que eu que ainda me contorcia com dores no estômago.

Tenho agora pela frente a chamada semana zero. Gastronomicamente falando, claro...

Porque no que toca a treinos devo ter a semana oitenta e quatro elevada ao cubo!!


23 comentários:

  1. " Tirando estes dois factos correu tudo muito bem. Quer dizer, correu tudo muito bem tirando outros factos: um facto chamado cabrito, outro facto chamado amêndoas, outro facto chamado filhoses, mais outro chamado pão com manteiga, e broas e Sequilhos da D. Otília e eu sei lá mais o quê...

    Merda, p'rós factos!"

    Olha, lá em casa a miuda compra e faz bolos que nunca mais acaba, e eu que destesto estragar comida, para mal dos meus pecados, não sou guloso!

    Agora imagina bem a barrigada que estou à beira de uma overdose de açúcar!

    As tuas melhoras, beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na Pampilhosa é habitual dizer: "antes fazer mal que estragar".
      Vai daí: toca a enfardar comida!!
      LOL
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Bem pensado!!! Beijinhos

      Eliminar
  2. Olha lá, manda esta posta aos teus amigos da Xistarca para eles se inspirarem para o próximo Trail da Pampilhosa :)
    Beijinhos

    P.S. Com este bafo e meio litrinho apenas??? Aprendes à bruta ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tive informações que este ano o trajeto é TOP! Dentro daquilo que a terra tem para oferecer, claro. Ou seja, se não for isto anda muito lá perto. Parte do percurso é este que fizemos.

      P.S. - Loira burra, que é que queres??

      Eliminar
  3. Eu tirei esta semana de férias, portanto ainda tenho mais cinco dias de "luta" contra a comida na mesa.

    Salve-nos a corrida!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa sorte, Vitor! Coragem!!
      LOL

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Espero que este ano esse trail tenha um percurso TOP! vamos lá vestir a t-shirt vermelha e dar KLMS para a equipa...e já agora algum dinheirinho!!! ès TOP Anabela e se não for antes até á Pampilhosa!!! Diga lá aí ao sr Paul que vai ter que vestir a t-shirt vermelha!!!

    ResponderEliminar
  5. Respostas
    1. És um doce! :)

      ... Mas falta o D+...

      Eliminar
  6. Nossaaaaaaa também tive essa coisa do cabrito, e das amêndoas... oh que caneco!!! O tuga é mesmo assim não é?!!?!? ehehheh

    Agora?! Agora é fechar a boca e dar á perna!! Ai não!! :)

    ResponderEliminar
  7. Essa do "tirando o facto de..." fez-me lembrar uma anedota que com tempo conto (agora vou treinar e a anedota ainda demora a escrever)

    Beijinhos e boa semana :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só porque vais treinar. Não te livras de me contar essa anedota.
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Então aqui vai: (baseado nessa do tirando o facto de...)

      Um empresário da capital tinha uma quinta no Alentejo, quinta essa cujo encarregado era o Joaquim.
      Após várias semanas sem ir lá, o Joaquim telefona-lhe:
      - Estou sim, patrão, é o Joaquim
      - Olá Joaquim, já não falamos há uns tempos. Está tudo bem?
      - Bom, para dizer a verdade, há um pequeno problema.
      - Então o que é, Joaquim?
      - É só para lhe dizer que o seu papagaio morreu.
      - O meu papagaio? O Louro? Oh coitado! Mas ele parecia tão bem da última vez que aí estive! O que é que lhe deu?
      - Tenho para mim que deve ter sido de ter comido carne do cavalo que já estava ali morto há uns dias e a apodrecer...
      - Cavalo morto? Mas que cavalo?!?
      - O seu, o puro lusitano
      - O PURO LUSITANO?!? O meu puro lusitano morreu?!? MAS COMO?!?
      - Tenho para mim que deve ter sido de ter transportado tanta água...
      - Transportar água?!? MAS CA RAIO ANDARAM A FAZER COM O MEU PURO LUSITANO?!?!?
      - Foi para apagar o fogo...
      - Fogo? Mas que fogo?
      - Da sua casa...
      - A MINHA CASA ARDEU?!?!?!?
      - Infelizmente, toda!
      - MAS COMO?!?
      - Tenho para mim que deve ter sido algumas das velas que caiu e pegou ao cortinado...
      - Velas?!? MAS QUE VELAS?
      - Do velório...
      - Velório... que velório?
      - Da sua mãezinha...

      Eliminar
    3. Eheheheheheh!!!
      Há sempre vidas mais difíceis que a nossa!

      (Muito bom!!)

      Eliminar
  8. Acontece por mais experiência que se tenha cometem-se sempre erros as vezes.
    Eu até as duas horas, duas horas e meia de treino consigo fazer o mesmo a seco e em jejum mas corro sempre de manhã, mesmo muito cedo, e não há calor. Mas também são muitos anos a "virar frangos" e se perdi todas as minhas antigas capacidades atléticas ainda mantenho essa capacidade de treinar em jejum e sem abastecimento que foi adquirida nos treinos longos para a Maratona na década de 80 em se treinavam as condições fisiológicas que iam ocorrer durante uma maratona.
    Tirando esse "acidente" julgo que a Marcarena teve um excelente fim de semana!
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fantástico Jorge! Grande resistência.

      Eu comecei há um mês a treinar de manhã em jejum. Quando me levanto às 6 da manhã não me apetece comer. E se comer e for logo correr fico indisposta, por isso tenho tentado habituar-me ao jejum. E tenho conseguido.
      Mas quanto à água é que não me habituo. Bebo sempre imensa.
      Tirando isso a Macarena ainda a portar-se bem! :))

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Os factos pouco importam...eheheh ;)
    3 dias na serra a relaxar e a correr é que contam e sabem que nem gingas.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais nada!! Souberam e foi a pouco. Ao contrário da comida que soube a muito!! ;)
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Esses treinos na serra são tão bons, não são?
    Por acaso não gosto muito de filhoses nem de cabrito, mas compreendo muito bem esses "factos"... :D
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São M A R A V I L H O S O S :))))
      Venho de lá nova!!

      Pronto, não gostas destes 'factos', mas gostarás de outros... Igualmente "merdosos"!! :D :D

      Beijinhos

      Eliminar